Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Bom é comer bem Bom é comer bem

Com planejamento e entendimento das demandas do consumidor, marcas do setor de alimentos seguem com crescimento mesmo durante a pandemia

Negócios

Com planejamento e entendimento das demandas do consumidor, marcas do setor de alimentos seguem com crescimento mesmo durante a pandemia

Apesar do ano conturbado e das incertezas que o país enfrenta em virtude da pandemia, algumas marcas vêm conseguindo atingir suas metas de faturamento e expansão. É o caso da Caldo Bom, empresa paranaense do setor alimentício, que registra um crescimento exponencial mesmo em um cenário delineado por metas bastante agressivas.

Até o momento, o faturamento da empresa apresenta uma alta de 22% de janeiro a julho em relação ao mesmo período do ano passado. Para a companhia, estes índices são reflexo direto da expansão nas áreas de distribuição e do lançamento de novos itens.

Em 2021, a Caldo Bom passou a atuar em algumas “áreas brancas” onde ainda não estava presente (em Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e também ingressou em novas regiões do país, como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no interior do estado de São Paulo.

Paralelamente, o lançamento de novas linhas de produtos – como a linha Vegan e a ampliação das linhas integrais e naturais – impulsionou a entrada em novos mercados e o upgrade na venda de categorias importantes para a empresa. Com isso, a previsão é de atingir a meta de R$ 152 milhões de faturamento neste ano, um valor 25% acima do entregue em 2020.

Para o Head de Operações da Caldo Bom, Matheus Stival, a atual crise sanitária trouxe consequências inevitáveis para a economia e uma mudança no perfil do consumidor, que passou a fazer escolhas com cautela e de forma mais consciente. “O consumidor está priorizando produtos que já conhece e valorizando marcas que se destacam pela qualidade da entrega, além de estar muito mais sensível ao preço”, diz. Para ele, é fundamental que as empresas estejam atentas a este ponto, principalmente neste momento em que a cesta alimentar enfrenta constantes repasses de preços.

Como tendências do setor para os próximos períodos, ele aponta a busca do consumidor pela qualidade de vida e saúde. “Por isso, produtos que aumentam a imunidade, mas que também garantem possibilidades de desenvolvimento de receitas saborosas e inovadoras, sem dúvida estarão em destaque”, comenta.

Também na pauta da Caldo Bom está um projeto de agregação de distribuidores (aumentando a capilaridade em canais que até então não tinham grande destaque no faturamento) e o foco no retorno tanto para a marca, quanto para o varejo e para o consumidor.