Como combinar temperos? Aprenda de forma fácil e prática

O que faz a diferença entre um prato mais ou menos e um prato realmente delicioso? A resposta está no uso inteligente de ervas aromáticas, especiarias e condimentos que dão um toque único e especial à sua receita. Por isso, quem quer servir uma comida inesquecível e muito saborosa precisa saber como combinar temperos na cozinha.

Esse pode ser um desafio para quem está começando a se aventurar no mundo da culinária, mas mesmo as pessoas que já têm certa experiência costumam ter algumas dúvidas sobre como aproveitar os temperos da melhor forma.

Pensando nisso, nós elaboramos algumas dicas para você explorar cada vez mais o mundo dos sabores e deixar seus pratos cada dia mais gostosos. Confira:

Alecrim

É uma erva aromática que combina muito bem com carnes assadas, incluindo carne vermelha, frango, porco e peixes.

Também valoriza pratos que levam batata e outros legumes assados. Por ter um sabor marcante, deve ser utilizado com parcimônia.

Canela

Muito utilizada em preparações doces, como canjica, bolos e tortas, também acrescenta um sabor especial quando adicionada a frutas assadas ou aquecidas no micro-ondas, como banana e maçã.

Pode ser utilizada em molhos, caldos e carne de panela para dar um leve toque exótico.

Cebolinha

Proporciona mais sabor e frescor a preparações como omelete, arroz e pratos à base de batata (batata assada, purê etc.), além de valorizar o recheio de ricota ou frango utilizado em sanduíches e canapés.

Pode ser utilizada junto com a salsinha, formando o cheiro-verde.

Coentro

Assim como o alecrim, o coentro é famoso por seu sabor forte, devendo ser utilizado com moderação.

Esse tempero confere frescor aos pratos e combina com frutos do mar, peixes, saladas e legumes grelhados.

Cominho

Ideal para pratos à base de carnes e aves, sopas, molhos, feijão e legumes cozidos.

É bastante utilizado em conjunto com a pimenta-do-reino moída, pois seus sabores se complementam.

Cravo

Assim como a canela, com quem forma uma dupla incrível de sabor, o cravo é mais utilizado em receitas doces. Porém, recomenda-se o uso moderado devido à sua natureza marcante.

Além disso, fica excelente quando usado para temperar carnes como tender e o molho de tomate.

Erva-doce

Combina com produtos de panificação como bolo de fubá, broa e pães especiais.

Também pode ser empregada no tempero do salmão, da couve-flor e no recheio de massas.

Hortelã

É uma erva aromática com de sabor intensamente refrescante.

Ela pode ser utilizada tanto para preparar sucos, mousses e outras sobremesas mais apropriadas para o verão quanto para realçar pratos como peixes, cordeiro e aves.

Louro

Famoso por combinar muito bem com o feijão, o louro é um tempero versátil que acrescenta sabor a pratos como caldos, carne assada, carne de panela, molho de tomate, batata, cenoura e outros legumes.

Pode ser utilizado em preparações de longo cozimento, pois não perde seu sabor e aroma – diferente do que acontece com a maior parte das outras ervas.

Manjericão

É um tempero muito utilizado em preparações à base de tomate, como molhos, sopas e saladas. Também pode ser adicionado a legumes assados e sobre o recheio da pizza.

O manjericão é bastante presente na gastronomia mediterrânea e italiana e combina com outros temperos como alho, azeite e limão.

Noz-moscada

É um tempero que valoriza pratos mais encorpados e servidos em dias frios, como massas com molho branco, molho de queijo, fondue, gratinados e outras preparações que levem leite.

Pode ser utilizado junto com a canela para dar mais sabor ao chocolate quente.

Orégano

O orégano está muito presente em pizzas de diversos sabores.

Também pode ser adicionado a pratos como molho de tomate, preparações à base de queijo, carnes, refogados, massas e legumes assados, especialmente berinjela, pimentão e batata.

Salsinha

De sabor suave e refrescante, a salsinha é uma das ervas aromáticas mais versáteis e fáceis de usar.

Ela pode ser acrescentada a praticamente todos os pratos, desde arroz, batata e legumes assados até sopas, carnes e tortas. Também pode ser utilizada como finalização das receitas para manter o frescor.

Como utilizar os temperos no dia a dia

Temperos como manjericão, orégano, salsinha, cebolinha e louro podem ser utilizados na forma de folhas frescas. Porém, recomenda-se cultivá-los em casa ou adquiri-los no mesmo dia em que eles serão utilizados, pois eles perdem o frescor rapidamente.

Uma maneira mais prática de ter essas ervas aromáticas sempre disponíveis é recorrer às versões secas, como os temperos da Caldo Bom, que conservam melhor suas propriedades durante o cozimento e têm uma duração muito maior. Lembre-se apenas de mantê-los em recipientes bem fechados.

Agora que você sabe como combinar temperos, aproveite seus novos conhecimentos para experimentar ainda mais na cozinha sem medo de errar! Seguindo essas dicas, seus pratos vão ficar muito mais saborosos.

Fonte(s): Minha Casa Minha CaraBlog Bololo e Minerva Foods

Deixe uma resposta