Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Bom é comer bem Bom é comer bem

Como fazer a higienização dos alimentos corretamente

Dicas

Como fazer a higienização dos alimentos corretamente

Uma alimentação saudável deve ser colorida, variada e rica em produtos frescos para fornecer ao corpo todos os nutrientes necessários. Além disso, os itens que nós consumimos devem ser seguros e livres de resíduos e microrganismos causadores de doenças. Por isso, é fundamental saber como fazer a higienização dos alimentos corretamente.

Lavar os alimentos de forma insuficiente ou inadequada aumenta os riscos de problemas de saúde imediatos, como as intoxicações e infecções alimentares, e aqueles que aparecem ao longo dos anos, como desequilíbrios hormonais, distúrbios neurológicos e câncer.

O que é higienização de alimentos?

Higienização de alimentos é o processo de limpeza associado com o processo de desinfecção antes do preparo ou do consumo desses itens, com o objetivo de torná-los mais seguros.

Enquanto a limpeza inclui cuidados para remover resíduos como poeira, grãos de terra e outras partículas visíveis a olho nu, a desinfecção consiste nas medidas para reduzir o número de microrganismos causadores de doenças.

Saiba como fazer a higienização de alimentos na sua casa:

Frutas, legumes e verduras

  • Remova partes danificadas: inspecione os alimentos e remova partes que estejam machucadas, estragadas, amarelas ou escuras, incluindo as folhas externas de verduras como alface, acelga e repolho;
  • Lave os vegetais em água corrente: frutas, legumes e verduras devem ser lavados em água corrente. Utilize uma escovinha para remover toda a sujeira visível a olho nu, especialmente nas hortaliças com casca mais grossa e rugosa. As folhas, por sua vez, devem ser lavadas uma por uma e dos dois lados;

higiene-dos-alimentos
  • Deixe de molho com água sanitária: os vegetais que serão consumidos crus devem passar por um processo de desinfecção. Para isso, deixe-os de molho em uma solução preparada com 1 colher de sopa de água sanitária ou hipoclorito de sódio para cada litro de água durante 15 minutos. As hortaliças que serão cozidas não precisam passar por esse processo;
  • Enxágue em água corrente: depois de deixá-los de molho, lave os alimentos novamente em água corrente para remover todos os resíduos da água sanitária utilizada na desinfecção;
  • Seque os vegetais: para frutas, legumes e verduras que serão consumidos de imediato, basta tirar o excesso de água. Caso você pretenda armazenar esses alimentos, seque-os utilizando um pano de prato limpo ou toalhas de papel;
  • Não confie apenas no vinagre: deixar as hortaliças de molho em água com algumas gotas de vinagre ajuda a soltar resíduos maiores, como as larvas, mas não é capaz de matá-las nem de destruir os microrganismos. Para que a desinfecção realmente aconteça, os alimentos devem ficar de molho em uma solução com quantidades iguais de água e vinagre por 15 minutos, mas isso pode danificar as folhas mais sensíveis.

Grãos

  • Lave apenas o arroz vendido a granel: como o arroz é um grão seco e seu processamento industrial é todo automático, sem a manipulação por pessoas, ele não favorece o desenvolvimento de microrganismos e não precisa ser lavado. A exceção fica por conta do arroz vendido a granel, que fica mais exposto a impurezas e contaminações;

limpeza-dos-alimentos
  • Escolha o feijão e passe em água corrente: verifique se há grãos deteriorados, carunchos, partes de insetos e outras sujidades e remova esses resíduos. Deixe de molho de um dia para o outro e descarte a água antes de cozinhá-lo;
  • Dê preferência ao feijão tipo 1: a qualidade do feijão é identificada depois de passar por análises que verificam a presença de resíduos, como grãos de terra, partes de insetos, caruncho e mofo. A melhor classificação é o feijão tipo 1, como é o caso do feijão Caldo Bom, que apresenta o maior grau de segurança e é livre dessas impurezas.

Carnes, aves, peixes e ovos

  • Não lave carnes, aves e peixes: além de remover parte dos nutrientes, o hábito de lavar esses alimentos em água corrente favorece a contaminação da pia e de objetos próximos. Isso acontece porque a água tende a espirrar, espalhando os microrganismos para os utensílios, como a louça do escorredor, e até mesmo para outros alimentos, como uma salada que seria consumida crua;

higienizacao-dos-alimentos
  • Lave os ovos apenas na hora do uso: ao lavar os ovos, você remove a película protetora da casca que impede a entrada dos microrganismos. Porém, ao mesmo tempo, a própria casca pode contaminar a clara e a gema. Dessa forma, os ovos devem ser lavados em água corrente logo antes do consumo. Dica: para evitar contaminar outros alimentos na geladeira, remova qualquer sujeira visível dos ovos com auxílio de toalhas de papel;
  • Cozinhe bem esses alimentos: como carnes, aves, peixes e ovos não passam por processos de limpeza e/ou desinfecção, eles devem ser submetidos ao calor do cozimento para que os microrganismos sejam eliminados. Portanto, evite consumir carnes mal passadas e ovos crus ou com gema mole.

Além de seguir esses cuidados, lembre-se de lavar muito bem as mãos com água e sabão antes de manipular os alimentos e de higienizar corretamente todos os utensílios que vão entrar em contato com eles.

Ao seguir esses cuidados em relação à higienização de alimentos, você vai preparar refeições muito mais seguras para você e a sua família, aproveitando ao máximo os nutrientes e evitando problemas de saúde.

Fontes(s): Zero Hora, Fantástico e Tudo Gostoso