Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Bom é comer bem Bom é comer bem

Dia do cachorro-quente: Conheça a história do lanche

Alimentação Saudável

Dia do cachorro-quente: Conheça a história do lanche

Não há dúvidas de que um dos lanches mais queridinhos no Brasil e em vários outros lugares do mundo é o cachorro-quente. Independentemente da forma como você chama os ingredientes (vina, salsicha, salsichão, linguiça) e da forma como come o seu lanche, com purê de batata, vinagrete, batata palha ou queijo, o fato é que esse sanduíche delicioso é sempre uma receita de sucesso. 

O Dia do cachorro-quente é 09 de setembro e, aproveitando a data, que tal conhecer a história desse lanche icônico? 

História do cachorro-quente

A primeira versão do hot dog surgiu há muitos séculos, em meados de 1500 a.c., quando os babilônios passaram a comer salsicha com pão, mas a popularidade do lanche é devida aos alemães que, em 1850, começaram a chamar o pão com salsicha de hot dog devido ao cachorro de estimação de um cozinheiro de Frankfurt.

O cão era da raça Basset, e o formato mais comprido do tronco do animal acabou sendo usado como referência para o pão com salsicha. O lanche se tornou tão popular que, em 1880, um homem chamado Charles Feltman levou a receita do cachorro-quente para os Estados Unidos — na ocasião, ele resolveu incrementar a receita e, além da salsicha, adicionou alguns tipos de molhos.

Feltman fez tanto sucesso com seu lanche que acabou abrindo um restaurante dedicado apenas à venda de cachorro-quente, e, com o passar do tempo, o sanduíche ganhou fama nacional por ser vendido nos estádios de futebol americano.

De acordo com uma publicação na revista Superinteressante, o nome cachorro-quente também foi “oficializado” em meio a um jogo: “Conta-se que durante um jogo, em 1906, um vendedor gritava nas arquibancadas: ‘Get your hot dachshund’ (Pegue seu dachshund quente). O cartunista Tad Dorgan, presente ao estádio, não perdeu a chance de ilustrar a cena. Porém, como não entendia a palavra dachshund, escreveu na legenda: ‘Get your hot dogs’ (Pegue seus cachorros quentes). E o nome pegou”. 

O tempo passou, mais e mais pessoas aprenderam a fazer cachorro-quente e, claro, o que não faltam são lanchonetes que vendem essa delícia. 

Se você gosta de preparar seus lanches e também de saber a história por trás de algumas criações culinárias, continue a leitura e confira, abaixo, mais algumas curiosidades e também a receita que a cozinha Caldo Bom separou para que você capriche na hora de preparar o seu próprio hot dog.

+ Você pode gostar:

Curiosidades sobre o cachorro-quente

Para compreender melhor como o cachorro-quente é, sem dúvidas, uma paixão internacional, confira alguns fatos curiosos a respeito do popular lanche:

  • Nos EUA, onde o cachorro-quente é muito popular, são consumidos 20 bilhões desses sanduíches por ano (o que equivale a 50 hot dogs por pessoa)!
  • No Havaí, cachorro-quente se chama Puka Dog, e a receita leva outros ingredientes, como abacaxi.
  • Na Suíça, o cachorro-quente é um tipo de mistura entre hot dog e pizza!
  • Os chineses comem cachorro-quente de forma diferente: ao invés do pãozinho tradicional, o molho é colocado como recheio em pães grandes, parecidos com os pães caseiros do Brasil.
  • Na Guatemala, o cachorro-quente, chamado também de dirty dog, é consumido com alface e tomate.
  • Apesar de não parecer, o molho que é mais consumido com o cachorro-quente é a mostarda; o ketchup fica em segundo lugar.
  • O cachorro-quente que foi vendido pelo maior preço no mundo custou $ 169, e a receita era bem diferente da tradicional, levando outros ingredientes como trufas negras, cogumelos e foie gras.
  • Nos EUA é muito comum que as pessoas participem de competições alimentares. Um dos itens mais populares é o cachorro-quente, e o recorde de maior consumo foi marcado em 2015, quando um competidor comeu 62 hot dogs em apenas 10 minutos!

Receita de cachorro-quente tradicional

Ingredientes:

  • 1 cebola picadinha
  • 1 dente de alho picado
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 vidro de passata de tomate
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 12 salsichas cortadas em rodelas
  • 12 pãezinhos
  • Batata palha

Modo de preparo:

  1. Refogue a cebola e o alho no azeite em uma panela média.
  2. Adicione a passata de tomate e deixe cozinhar por 5 minutos.
  3. Coloque as rodelas de salsicha e cozinhe por mais 5 minutos.
  4. Corte os pães ao meio, no sentido do comprimento, e recheie com o molho.
  5. Para ficar ainda mais gostoso, capriche na batata palha!

Dica: Se quiser, você pode ferver as salsichas, por alguns minutos, antes de acrescentá-las ao molho. Algumas pessoas gostam de fazer isso para que as rodelas fiquem mais macias.

Viu só como é simples preparar seu próprio cachorro-quente? Experimente fazer essa receita em casa e aproveite com um refrigerante ou suco bem gelado! Bom apetite!