Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Bom é comer bem Bom é comer bem

Outubro Rosa: Entenda qual a importância da alimentação na prevenção do câncer

Especiais

Outubro Rosa: Entenda qual a importância da alimentação na prevenção do câncer

As discussões a respeito do câncer de mama, que é o tipo de câncer mais comum nas mulheres, ganham ainda mais destaque durante o Outubro Rosa. A campanha é extremamente importante justamente pelo grande número de informações sobre o tema e também sobre as medidas que reduzem as chances do desenvolvimento da doença e melhoram os mecanismos de defesa do organismo.

Além da prática de hábitos de vida saudáveis, o que inclui dormir bem, não fumar, ingerir bebidas alcoólicas somente com moderação e praticar atividades físicas regularmente, é fundamental prestar atenção na qualidade dos alimentos consumidos, afinal a alimentação é um fator primordial quando pensamos na prevenção da doença.

Como uma boa alimentação diminui as chances de desenvolver câncer

O câncer é uma doença que ocorre devido a diversos fatores, mas, ao contrário do que se possa imaginar, o fator genético equivale a apenas 5 a 10% dos casos — de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), entre 80 e 90% das incidências da doença tem a ver, na verdade, com causas externas, ou seja: com atitudes relacionadas a hábitos de vida.

É por isso que os cuidados diários a respeito do estilo de vida são cruciais quando o assunto é a prevenção do câncer. Já mencionamos que a prática de hábitos saudáveis é fundamental e, entre esses hábitos, está a boa alimentação — ainda de acordo com estatísticas divulgadas pelo INCA, hábitos saudáveis de alimentação e estilo de vida “são capazes de evitar 28% de todos os casos da doença”.

Fotografia de diversas comidas saudáveis

Nesse quesito, é importante buscar consumir produtos naturais, integrais e minimamente processados, ou seja, os que mantêm as principais características do alimento in natura. Como exemplo, podemos citar produtos muito comuns, como arroz, feijão, fubá, aveia, açúcar mascavo e, claro, os alimentos frescos comprados na feira, como frutas, legumes e folhas verdes (sempre dê preferência aos produtos da estação).

Você pode gostar:

A ação dos alimentos saudáveis no corpo

Conforme orientação do INCA, consumir esses produtos auxilia o bom funcionamento geral do corpo, além de fortalecer seus mecanismos de defesa e, inclusive, proporcionar a sensação de saciedade, fundamental para evitar o ganho de peso. 

O Instituto explica que esses alimentos são capazes, inclusive, de corrigir danos no DNA quando há erro nas multiplicações celulares — caso não seja possível recuperar as características normais do DNA afetado, os nutrientes (macro e micro) e os compostos bioativos de uma alimentação saudável são capazes de acabar com a multiplicação errada e matar as células defeituosas. Isso é importante porque o câncer, de maneira resumida, é uma doença que tem a ver com erros no DNA celular durante a multiplicação das células.

Em relação ao câncer de mama, mais especificamente, é preciso entender que uma alimentação equilibrada e saudável é fundamental para a manutenção do peso corporal ideal. Quando estamos acima do peso, nosso corpo passa por desequilíbrios hormonais e entra em estado crônico de inflamação, o que aumenta a multiplicação das células e pode ser um fator para o aparecimento da doença.

O câncer de mama é desenvolvido a partir de uma multiplicação desordenada nas células das glândulas mamárias, o que pode levar, inclusive, à metástase, que é quando essa proliferação errada atinge outros órgãos do corpo.

Relatório do Fundo Mundial de Pesquisa do Câncer e do Instituto Americano de Pesquisa do Câncer

As últimas divulgações desses dois órgãos também frisaram a importância de uma alimentação saudável para prevenir todos os tipos de câncer, inclusive o de mama. Entre as principais recomendações das duas instituições, estão:

  • Manutenção do peso ideal;
  • Prática de exercícios físicos;
  • Compor um plano alimentar com muitos vegetais;
  • Diminuir o consumo de produtos processados, gordurosos, doces e fast food;
  • Consumir carnes vermelhas com moderação;
  • Evitar bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos;
  • Consumir bebidas alcoólicas muito raramente e em pequenas quantidades;
  • E, para as mães, a amamentação é também uma prática importante na prevenção.

É importante lembrar que, em caso de suspeita ou percepção de nódulos nos seios, é fundamental buscar uma opinião médica. Além disso, todas as medidas divulgadas aqui também precisam ser mantidas em caso confirmativo da doença.