Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Bom é comer bem Bom é comer bem

8 mitos e verdades sobre a pipoca

Curiosidades

8 mitos e verdades sobre a pipoca

Eu ouvi falar...pipoca?

Pipoca não é exatamente um alimento consumido todos os dias, mas cada um de nós tem momentos bem definidos de quando abocanhá-la. Enchemos a mão dentro do pacote, quando bate aquela tensão nos trailers do cinema (sim, ou vai me dizer que consegue guardá-la para durante o filme? hehe), na partida do seu time, nas festas juninas ou mesmo numa reunião entre amigos... se acompanhada de um refrigerante então. Hummm, perfeita!

E antes que as línguas do bairrismo comecem a afiar, esclarecemos: pipoca com chimarrão é uma barbaridade de sabor, também, tá?

Fosse só pelos momentos, não haveria engano: a pipoca estaria no Top 3 dos alimentos e bebidas obrigatórios para a diversão. Porém, em um mundo onde o ovo, a carne vermelha, o leite e o pão, volta e meia são listados como vilões, e, no dia seguinte, retornam ao grupo dos mocinhos, é comum não sabermos (ou desconfiar de) quais alimentos devemos consumir na busca por uma dieta saudável. E com a pipoca não tem sido diferente.

Você só precisa acessar um buscador para encontrar um monte de informações sobre a pipoca. Muitas delas corretas e responsáveis, e outras que mais contribuem para a desinformação. E como a cozinha Caldo Bom está empenhada em te ajudar a criar suas experiências, comendo esse alimento sem sentir culpa, preparou este conteúdo com oito mitos e verdades sobre a pipoca. Prepara a panela de pressão e boa leitura!

Comer pipoca todo dia faz mal?

O ideal é sempre variar a alimentação, mas se a pipoca for feita sem óleo ou sal e consumida moderadamente (umas 2, 3 xícaras por dia), como um dos lanches intermediários, não há problema algum. Contudo, uma dieta balanceada em que um dia você consome pipoca e, no outro, frutas, castanhas etc, trará nutrientes mais diversificados para o seu organismo. 

Pipoca faz mal para o intestino?

Definitivamente, não. Por ser rico em fibras, o aperitivo desperta a liberação de sucos gástricos quando no estômago, o que estimula os movimentos intestinais, contribui para o processo digestivo e evita a prisão de ventre. Mas atenção, você não pode descuidar da ingestão de bastante água. Isso é importante para que seu intestino não trave. 

Pipoca faz tossir?

A cozinha foi atrás da especialista Karen Cristina Ribeiro para responder essa pergunta. Segundo a nutricionista esportiva e bariátrica, isso depende. Se você tiver algum problema no estômago ou estiver sob as restrições de uma cirurgia bariátrica, por exemplo, há a possibilidade de engasgamento. Porém, a profissional lembra que tossir ou engasgar por causa da pipoca não é regra. 

Você se encaixa em uma dessas situações? Então uma alternativa interessante é o sagu, que não tem a famosa casquinha e, de quebra, traz inúmeros benefícios. Aproveita!

Pipoca tem muita caloria?

Se feita sem óleo e sem nenhum complemento, apenas com água, ela certamente terá poucas calorias, podendo consumi-la à vontade. Só não cometa excessos, tá? Até porque, como todo alimento, a ingestão de forma não moderada acarreta em ganho de peso indesejado.

mitos e verdades sobre a pipoca

Comer pipoca à noite engorda?

A grande intensidade de informações erradas exploradas por aí fez com que muita gente acreditasse nesse mito. Mas não passa disso. De acordo com a Karen, a pipoca só engorda mesmo quando consumida em demasia, e dependendo do modo que foi preparada.

Pipoca contém glúten?

Por mais que existam muitos conteúdos em jornais e blogs derrubando esse mito, é impressionante a quantidade de pessoas que, interagindo nas redes sociais da Caldo Bom, compartilham a certeza de que a pipoca contém glúten. 

O que respondemos? “Em regra, a pipoca não tem glúten, uma vez que sua base é o milho, que nunca chegou perto desta proteína em específico. Porém, aqui vai um detalhe importante: a pipoca pronta pode, sim, conter esse elemento, seja por contaminação cruzada, na hora do preparo, ou por algum ingrediente colocado para dar cor e sabor ao alimento”. Na dúvida, leia a embalagem, certo?

Quem tem diabetes pode comer pipoca?

Aqui a resposta super assertiva: sim. A pipoca é um aperitivo de baixo custo, pouca caloria e rica em fibras, contribuindo com a saciedade e melhores níveis de glicemia, colesterol e triglicerídeos. Quem faz contagem de carboidrato e está com a glicemia controlada, pode comer, por exemplo, até o equivalente a duas xícaras de pipoca como um lanche da tarde.

Pipoca de micro-ondas não é nem um pouco saudável?

A visão sobre a pipoca pronta, cheia de gordura, sal e conservantes, não chega a ser mito. Mas foi desconectada do tempo e dos avanços da indústria alimentícia. A pipoca de micro-ondas Caldo Bom, por exemplo, é produzida com milho premium e ingredientes de alta qualidade, não havendo qualquer risco à saúde do consumidor. 

mitos e verdades sobre a pipoca

A ideia de que essa opção poderia fazer mal surgiu por causa de uma substância aromatizante com sabor de manteiga, encontrada em algumas marcas de pipoca, antigamente. Em elevada exposição, o diacetil (seu nome) pode causar complicações pulmonares. A linha de pipoca Caldo Bom não leva esse componente, ou outros (solvente ou aditivo), que possa ser alergênico ou prejudicial à saúde. Portanto, no nosso caso, é mais um mito.

…..

É claro que não poderíamos terminar o post por aqui, sem reforçar os benefícios insanos que a inclusão da pipoca na sua dieta pode te proporcionar. Além da fibra, o alimento também é fonte de polifenóis, que são antioxidantes que têm sido associados a uma melhor circulação sanguínea, bem como, diminuem potenciais riscos de certos cânceres. Quer saber tudo sobre os benefícios da pipoca para o corpo? Nossa equipe fez outro Top 8 para você. É só clicar no link. Bora pra lá?

+ Veja também:  8 benefícios da pipoca para a saúde

Como fazer pipoca de cinema em casa

Conheça os principais alimentos ricos em fibras e seus benefícios para a saúde