Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Bom é comer bem Bom é comer bem

Reaproveitamento de alimento: Aprenda o que é e como fazer

Alimentação Saudável

Reaproveitamento de alimento: Aprenda o que é e como fazer

Ainda que a ideia de jogar comida no lixo seja perturbadora, a verdade é que isso é um hábito entre a maioria das famílias brasileiras — ou vai dizer que você nunca descartou o que sobrou do almoço? A boa notícia é que é possível mudar essa situação, reaproveitar alimentos e, de quebra, economizar um pouco. Neste artigo, daremos algumas dicas sobre como desperdiçar menos e variar na hora da preparação de diversos pratos.

Primeiro, é preciso entender que nem toda sobra de comida pode ser considerada lixo. Diferentemente de uma salada temperada com sal e vinagre, que não fica adequada para o consumo depois de algum tempo, o arroz cozido na hora do almoço pode se tornar um prato diferente no jantar, por exemplo.

Atualmente, além das preocupações maiores com a saúde, as pessoas têm se atentado também ao consumo sustentável, que tem uma relação direta com a diminuição do desperdício. O Brasil é um dos líderes mundiais quando o assunto é o descarte de comida — estamos entre os dez países do mundo que mais jogam comida no lixo, descartando aproximadamente 30% de tudo o que produzimos, o que nos rendeu a triste alcunha de “País do Desperdício”. 

Esse valor diz respeito às perdas em relação ao cultivo, à colheita, ao transporte, ao armazenamento e à venda dos produtos, principalmente, mas é inegável o fato de que o consumidor final também acaba descartando muito do que compra.

A situação fica ainda mais preocupante quando conseguimos visualizar o problema. Dados publicados pelo portal do Alimentação em Foco revelam a porcentagem dos alimentos que mais vão para o lixo no Brasil. Confira:

  • Arroz (22%)
  • Carne bovina (20%)
  • Feijão (16%)
  • Frango (15%)
  • Hortaliças (4%)
  • Frutas (4%)

Reaproveitamento de alimentos

Para melhorar a situação, é preciso que exista um comprometimento individual com a diminuição do desperdício e, ainda que ele aconteça especialmente em ambientes comerciais (restaurantes, hotéis, bares etc), é preciso pensar em resolver o problema dentro de casa também. Como estímulo, é sempre interessante pensar no fator econômico, uma vez que jogar menos comida no lixo significa aproveitar melhor o que foi comprado na feira e no supermercado (seu bolso agradece!). 

Outro aspecto importante e que tem relação com o reaproveitamento de alimentos são as informações a respeito dos valores nutricionais de muitos itens. É preciso ter noção de que os alimentos naturais (frutas, verduras, legumes, grãos, carnes, ovos etc) são mais saudáveis do que alimentos ultraprocessados e/ou embutidos.

Com os alimentos naturais, é possível aprender a utilizar até mesmo as partes que são descartadas imediatamente na hora do consumo, como é o caso de algumas cascas de frutas; e com os alimentos que já estão preparados, é totalmente viável a reutilização do que não foi consumido para a produção de novos pratos. Veja, abaixo, alguns exemplos de reaproveitamento:

  • Não comeu todo o arroz do almoço? A sobra pode virar arroz de forno, bolinho de arroz ou um delicioso risoto. 
  • Sobrou feijão? Então que tal preparar um virado, um tutu ou até um delicioso feijão tropeiro?
  • O macarrão cozido não foi todo consumido? Dá para você colocar a sobra, se ela estiver sem molho, em meio àquela sopa gostosa em um dia frio.
  • A polenta que sobrou pode virar polenta frita à noite, um petisco de sucesso.
  • O molho de carne pode virar recheio de sanduíche ou de uma torta salgada.
  • Os legumes cozidos também podem se transformar em recheio de torta salgada.
  • A carne assada do churrasco pode fazer parte do arroz carreteiro da refeição seguinte.
  • O pão amanhecido pode virar brusqueta.

+Você pode gostar:

E se você quiser aproveitar até mesmo a casca dos alimentos, confira a receita a seguir, que é sucesso garantido! Lembre-se de higienizar bem as cascas que usar para preparar outros pratos, hein!

Doce de casca de banana

Ingredientes:

  • 2 copos de casca de banana lavada
  • 2 copos de açúcar

Modo de preparo:

  1. Bata as cascas no liquidificador até obter uma pasta homogênea.
  2. Coloque o creme em uma panela, adicionando o açúcar em seguida.
  3. Mexendo sempre, cozinhe o doce em fogo baixo.
  4. O ponto ideal será quando o doce soltar do fundo da panela. Nesse momento, é só desligar o fogo e despejar o conteúdo em um recipiente para que ele esfrie. 
  5. Esfriou? Agora é só experimentar!

Viu só como o reaproveitamento de alimentos pode ser mais simples do que você imagina? Esperamos que este texto sirva como um estímulo para que você desperdice menos comida aí na sua casa!