Linha completa Caldo Bom | Compre sem sair de casa!
Linha completa Caldo Bom | Compre sem sair de casa!
Bom é comer bem Bom é comer bem

3 receitas de polenta que você jamais imaginou fazer

Coleção Receitas

3 receitas de polenta que você jamais imaginou fazer

Uma curiosidade sobre a polenta: você sabia que ela já existia no Brasil antes da chegada dos imigrantes italianos? Na verdade, o que se fazia por aqui era o angu, um prato preparado à base de água e fubá, geralmente temperado com sal e alho frito – e nós podemos dizer que o nosso angu influenciou a polenta italiana!

No Império Romano, a base alimentar da população da região que hoje corresponde ao norte da Itália era a polenta. Contudo, naquela época, ela era preparada com farinha de aveia ou de trigo, já que não havia milho na Europa.

Esse cenário mudou a partir de 1492, quando os espanhóis chegaram à América, conheceram o milho cultivado pelos povos pré-hispânicos e levaram esse alimento para o Velho Continente.

O clima chuvoso do norte da Itália favorecia o cultivo do milho, que logo se tornou abundante por lá. Dessa forma, em pouco tempo, as farinhas de aveia e trigo que eram usadas no preparo da polenta deram lugar ao fubá.

Mais tarde, entre 1880 e 1930, com a chegada dos imigrantes italianos ao Brasil, esse prato também desembarcou por aqui. Assim, nas regiões que foram influenciadas pela cultura das famílias recém-chegadas, o angu passou a ser chamado de polenta. 

Embora até hoje seja reconhecida como um dos pratos mais famosos da culinária italiana, essa iguaria se adaptou ao paladar brasileiro e ganhou uma infinidade de novos sabores. Conheça nossa seleção de receitas de polenta diferente para você experimentar:

1. Polenta cremosa com bacalhau

Misture a cebola, o alho, o tomate, o pimentão amarelo e o cheiro-verde picados em um recipiente. Regue o fundo de uma assadeira com azeite, distribua os ingredientes picados e tempere com sal e pimenta-do-reino moída Caldo Bom. 

Retire a pele do bacalhau já dessalgado e corte em pedaços grandes. Coloque o bacalhau por cima da assadeira e tempere com mais sal e pimenta. Leve ao forno preaquecido a 200 graus por 30 minutos ou até que o bacalhau comece a dourar.

Enquanto isso, leve o caldo de legumes ao fogo e espere ferver. Dissolva o fubá Caldo Bom em ⅔ de xícara de água e acrescente essa mistura aos poucos ao caldo de legumes, mexendo sempre para não empelotar.

Depois que engrossar, deixe cozinhar por mais 10 minutos sem parar de mexer. Desligue o fogo, acrescente o queijo parmesão ralado Caldo Bom e acerte o sal se necessário.

Para servir, coloque a polenta cremosa em um prato fundo e acrescente uma porção do bacalhau em lascas grandes. Adicione o molho que ficou na assadeira por cima do bacalhau e regue com um fio de azeite para finalizar.

2. Pizza de polenta

  • 1 ½ xícara de chá de farinha de milho amarela Caldo Bom
  • 3 xícaras de chá de água
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 cebola em fatias
  • 1 xícara de chá de molho de tomate
  • ¼ de xícara de chá de azeitonas-pretas fatiadas
  • 100 gramas de linguiça defumada em rodelas finas
  • 100 gramas de queijo muçarela ralado no ralo grosso

Coloque metade da água para ferver. Enquanto isso, em um recipiente à parte, misture o restante da água com o sal e a farinha de milho Caldo Bom. Quando a água levantar fervura, acrescente essa mistura à panela e mexa sem parar. Deixe cozinhar até engrossar.

Em seguida, despeje esse creme em uma forma de pizza untada, fazendo uma camada uniforme no centro e deixando a borda um pouco mais alta. Leve para assar em forno preaquecido a 180 graus por 15 minutos.

Refogue a cebola em azeite e reserve. Depois que tirar a pizza de polenta do forno, espalhe o molho de tomate e acrescente a cebola refogada, a linguiça e a azeitona. Distribua o queijo muçarela por cima e leve a pizza de volta ao forno por mais 15 minutos antes de servir.

3. Polenta doce com coco

Coloque o fubá Caldo Bom, o leite e o açúcar em uma panela grande e misture bem. Leve ao fogo médio até levantar fervura, mexendo sempre para não empelotar. Abaixe o fogo e cozinhe sem parar de mexer por mais 2 ou 3 minutos ou até a polenta se soltar do fundo da panela.

Desligue o fogo, misture o coco ralado e transfira a polenta doce para uma travessa. Polvilhe com canela e sirva quente ou fria, de acordo com a sua preferência.

Viu só como é possível inovar mesmo ao preparar um prato tão tradicional? Experimente essas receitas diferentes de polenta e surpreenda-se com as infinitas possibilidades dessa delícia!