Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Bom é comer bem Bom é comer bem

Confira as diferentes tradições de Ano-Novo em diversos países

Especiais

Confira as diferentes tradições de Ano-Novo em diversos países

O período que envolve a mudança de um ano para o outro é repleto de confraternizações, pratos típicos que não podem ficar de fora, trocas de presentes e, claro, outras tradições que variam de acordo com a região. 

No Brasil, temos diversas superstições e brincadeiras quando o assunto é o Ano-Novo, como a escolha das cores das roupas, o hábito de pular ondas na praia, as simpatias para ter dinheiro no ano seguinte e por aí vai. Mas você sabe como são as tradições de Ano-Novo em outros países? Então confira, a seguir, algumas diferenças na hora de celebrar o Réveillon.

Áustria

Para comemorar a passagem de ano, os austríacos fazem jantares com amigos e familiares e, durante a celebração, realizam a cerimônia de queimar incenso para garantir que energias ruins não se aproximem. 

Depois da meia-noite, é comum que as pessoas saiam comemorar nas ruas, dançando e brindando com champanhe. Em Viena, capital do país, o costume é que todos dancem depois do badalar dos sinos e, em relação aos presentes, é muito comum que os austríacos troquem pequenos talismãs uns com os outros, que servem como amuletos de sorte e proteção.

China

Você já deve ter ouvido que o Ano-Novo Chinês não é comemorado na passagem do dia 31 de dezembro para o dia 01 de janeiro. Por lá, as pessoas fazem a festa no 23° dia do último mês lunar, o que significa que a celebração varia e não tem um dia fixo, podendo ocorrer entre janeiro e fevereiro. 

Os rituais de comemoração incluem queima de fogos, troca de presentes e o preparo de alimentos em homenagem ao Deus da Cozinha. Um dos pratos tradicionais é a guioza, um tipo de pastel recheado com carne moída ou legumes, e que pode ser frito ou cozido.

Espanha

As comemorações do Ano-Novo entre os espanhóis são muito parecidas com as festas brasileiras e, quando chega a meia-noite, eles têm o costume de comer 12 uvas, uma a cada badalada, como um ritual de boa sorte para o ano que vem pela frente.

Estados Unidos

Você já deve ter visto algumas tradições de Réveillon na Terra do Tio Sam, principalmente porque há muitos filmes que abordam essa comemoração. Por lá, o último dia do ano é esperado para a famosa descida do Globo de Ano-Novo que, há mais de 100 anos, acontece para o público local e também é transmitida ao vivo.

O globo em questão tem mais de 3 metros de diâmetro e é coberto por milhares de lâmpadas de LED. À meia-noite, ele desce de um prédio alto na Times Square em direção ao chão. 

Nas festas, é muito comum que as pessoas se beijem quando o relógio marca a meia-noite — quem está desacompanhado muitas vezes beija algum desconhecido só para que o momento não passe em branco.

+ Você pode gostar:

Itália

Os italianos também usam fogos de artifício à meia-noite para comemorar a virada de ano. O motivo, porém, é diferente do nosso: por lá, diz-se que os fogos servem para que ninguém fique dormindo durante a mudança de ano, pois a crença popular é a de que, se a pessoa passa a meia-noite dormindo, terá sono o ano todo.

Assim como no Brasil, os italianos comem lentilha no Ano-Novo, mas incrementam o prato com pés de porco. A tradição no primeiro dia de janeiro é pular da Ponte de Santo Antônio para mergulhar no Rio Tibre, um ritual tradicional de boa sorte — a prática é considerada perigosa porque o rio não é muito profundo e também porque, nessa época do ano, as águas são congelantes.

Japão

Os japoneses costumam trocar presentes durante as festas de Ano-Novo e, em algumas famílias, é tradicional que as crianças recebam quantias em dinheiro de seus pais e avós. Além disso, existe também o costume de troca de cartões.

No dia 01 de janeiro, os japoneses visitam templos religiosos e santuários, onde rezam e pedem que o ano novo seja abençoado com felicidade e saúde.

Tailândia

Por lá, a virada de ano também é um marco de mudança de estação, e é muito comum que o período seja bastante chuvoso. Por isso, o Ano-Novo, chamado de Songkran, é conhecido também como “Festival das Águas”.

Os tailandeses aproveitam a ocasião para saírem às ruas pintados de argila branca e talco, o que simboliza a renovação e o desejo de purificação. As pessoas jogam água umas nas outras, usando arminhas de brinquedo, enquanto festejam a mudança de ano nas ruas do país. A celebração é muito divertida e atrai turistas do mundo todo.

Índia

Na Índia, as pessoas celebram o Holi, chamado também de “Festival das Cores”, no começo da primavera. A comemoração começa com um ritual que envolve a queima de uma efígie da deusa Holika, seguido por uma travessia de gado em brasa e, depois, as pessoas jogam tinta e água colorida umas nas outras. 

E aí, o que você achou dessas comemorações? Esperamos que a virada de ano seja repleta de alegria e saúde para você e sua família! Feliz 2022!