Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Bom é comer bem Bom é comer bem

Inicie o ano com uma alimentação mais saudável: conheça os benefícios do grão-de-bico

Alimentação Saudável

Inicie o ano com uma alimentação mais saudável: conheça os benefícios do grão-de-bico

Exagerou nas ceias de fim de ano? Relaxe, já aconteceu com todo mundo. 

Sair da dieta naquelas festividades por não resistir às delícias de um banquete ou de um churrasco no 1º dia do ano é normal e os prejuízos podem ser revertidos. Mas isso não quer dizer que você pode enfiar o pé na jaca sempre. E como já é praxe nós aproveitarmos o mês de janeiro para nos dedicarmos mais a uma alimentação saudável, a cozinha Caldo Bom resolveu trazer um conteúdo nutrido de dicas para você recuperar suas formas.

Sendo assim, o post da semana não poderia ser sobre outro alimento: grão-de-bico e os benefícios de seu consumo. 

E aí, curtiu? Então, boa leitura!

Embalado com nutrientes: o que é grão-de-bico? 

O grão-de-bico faz parte da família das leguminosas, o que significa que ele é parente do feijão, lentilha, ervilha, amendoim e soja. A partir daí você já supõe suas características substanciais. Como uma fonte rica em vitaminas, minerais e fibras, ele oferece uma variedade de benefícios à saúde, como melhorar a digestão, auxiliar no controle de peso, zelar pela integridade e funcionamento do cérebro, além de reduzir o risco de várias doenças.

Seu sabor de nozes e textura granulada combinam com vários outros alimentos e ingredientes. Por isso mesmo, embora seja originário do Oriente Médio, se tornou popular em todo o mundo. Naturalmente, com as adaptações do uso do grão nos muitos países, vieram também as disputas para definir qual culinária possui a melhor receita. Mas podemos falar sobre o tema em outro artigo, se interessar…

Em termos de calorias, o grão-de-bico chega a ter mais que o arroz (236 kcal X 130 kcal em 100g), porém, é muito mais saudável, porque proporciona uma maior sensação de saciedade, em menores porções do que o arroz. Se você acha que agora vem o lado negativo, aqui vai o pulo do gato: aproximadamente 72% dessas calorias são de fibras e carboidratos, enquanto o restante sai das proteínas (21%) e uma pequena quantidade de gordura.

Quer controlar o apetite? Deixa com ele

Por falar em saciedade, a sensação ocorre justamente por causa da alta quantidade de proteínas e fibras presente no grão. Esses nutrientes trabalham sinergicamente para retardar a digestão. Além disso, a proteína pode aumentar os níveis de hormônios do apetite no corpo.

grão-de-bico

Na verdade, os efeitos de plenitude desses elementos no grão-de-bico podem diminuir automaticamente a ingestão de calorias ao longo do dia e nas refeições. Ou seja, quanto mais ele fizer parte da tua dieta, menor será a tua densidade calórica.

Em um estudo realizado por uma universidade da Austrália, os pesquisadores descobriram que indivíduos que comeram em média 104 gramas de grão-de-bico por dia durante quase 3 meses relataram sentir-se mais satisfeitos e com menos vontade de comer alimentos hipercalóricos, com baixas propriedades nutricionais, como as junk food.

Mais pesquisas – especialmente aqui no Brasil – são necessárias para confirmar o papel que o pequeno pode ter no nosso corpo. No entanto, não há dúvidas que vale a pena adicioná-lo ao seu cardápio se você quiser experimentar os efeitos potencializadores do grão-de-bico. 

Para quem não come carne: Grão-de-bico

Quem abandonou a carne ou prefere não ingerir qualquer alimento de origem animal, certamente já se tornou íntimo do nosso amigo. Isso porque ele é uma grande fonte de proteína vegetal, bastante apropriada para veganos e vegetarianos.

grão-de-bico

Aqui no blog, nós já falamos sobre a importância das proteínas e a existência de nove aminoácidos essenciais para o corpo humano: isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano, valina e histidina, que são responsáveis pela construção dos músculos, controle hormonal e regulação das funções imunológicas. Literalmente, não tem como vivermos sem eles, e pode ser difícil obtê-los seguindo uma dieta sem carne. 

Nesse caso, o grão-de-bico cai de paraquedas para os veganos. Qual o motivo? Bem, ele possui oito dos nove aminoácidos essenciais (histidina é a exceção), uma opção fácil e acessível que garantirá a sensação de bem-estar.

Benefícios do grão-de-bico: um paredão contra doenças

A essa altura do texto, você pode pensar que já descobriu todos os super poderes do grão-de-bico… Mas, não, você não chegou nem perto, uma vez que seus componentes ainda possuem vários coringas para turbinar a barreira entre você e o desenvolvimento de doenças crônicas.

grão de grão-de-bico

1. Regula os níveis de açúcar no sangue

O grão-de-bico tem baixo índice glicêmico e baixa carga glicêmica; também contém amilose, um amido resistente que se digere lentamente. Esses fatores colaboram para prevenir aumentos repentinos nos níveis de açúcar no sangue e insulina, melhorando o controle geral do açúcar no sangue, em diabéticos tipo 2.

2. Protege das doenças cardíacas

Um dos maiores motivos para o desenvolvimento de doenças cardíacas são os níveis elevados de colesterol prejudicial, e o grão-de-bico ajuda a equilibrar tais níveis, além de reduzir a hipertensão. Seu alto teor de fibras em combinação com potássio, folato e vitaminas B e C, ainda auxiliam na saúde do coração, removendo placas das artérias e neutralizando os aminoácidos que formam coágulos. 

3. Reduz inflamações

Se você procura alimentos com ação anti-inflamatória, obrigatoriamente deve incluir o grão-de-bico na sua dieta. Seus nutrientes mais importantes reduzem significativamente as chances de inflamação e melhoram certas características metabólicas. 

4. Cuida da pele

Ninguém gosta de rugas, mas se você incorporar mais o nosso “casca grossa” em sua alimentação, poderá dar um impulso de juventude à sua pele. E mais, você também pode optar por limpar o rosto com ele… Amasse-o e faça uma pasta, misture com açafrão e aplique a mistura no rosto por 15 minutos, lave com água fria e você terá reduzido as manchas senis. Gostou da dica?

5. Previne o câncer

O selênio é o mineral que ajuda o fígado a funcionar corretamente, permitindo que ele desintoxique os compostos cancerígenos do corpo e, embora ele não seja encontrado na maioria das frutas e vegetais, podemos encontrá-lo em nosso amiguinho. Previne o crescimento de tumores e ajuda a diminuir os riscos dos cânceres de mama e colorretal.

6. Aliado dos olhos

Muitos de nós passam muito tempo olhando para a tela de um computador ou celular, o que é ruim para os nossos olhos. Então precisamos nos certificar de que eles estejam protegidos. O grão-de-bico contém vitamina A, que age como um potencializador da saúde ocular, da pele e até das mucosas.  

Como preservar os nutrientes do grão-de-bico no cozimento 

Felizmente, não tem nenhum mistério na hora de levar o alimento ao fogo. Seu primeiro passo deve ser lavá-lo bem. Sugerimos deixar o grão de molho na água fria por 12 horas, visando a hidratação e, consequentemente, facilitando o cozimento e a redução de sua capacidade de causar flatulências (gases). 

Nem todo fã do grão-de-bico gosta de descascá-lo, mas se você não faz parte desse grupo, tirar a casca pode ser uma opção. Para isso, pegue um pano de prato limpo e seco e coloque uma porção de grãos sobre uma das pontas do pano. Cubra-os com o que sobrou do pano e faça fricções e movimentos circulares para ajudar na remoção das cascas. Troque de porção e faça isso sucessivamente até descascar todos eles.

Já o seu tempo de cozimento pode variar dependendo do modo escolhido para cozinhá-lo e o período que ficou de molho (quanto mais hidratado, mais rápido cozinha). E, claro, também varia de acordo com a receita que você escolher. Há as que pedem grãos mais firmes, como uma salada, e outras que precisam dele bem mole e macio, como pastas e cremes. 

+ Veja também: Aprenda como fazer grão-de-bico na panela de pressão, comum  e no micro-ondas;

Como usar a panela de pressão com segurança;

Dica bônus: Como conservar o grão-de-bico

Existem duas maneiras de conservar o grão após o cozimento: na geladeira e no freezer. Na geladeira, ele se manterá preservado por até três dias, desde que bem tampado. Já no freezer, o alimento se conserva por três meses. Como dica, orientamos levar a leguminosa para o congelamento apenas depois de esfriar. Etiquetar a data nos potinhos também é interessante, pois te dará uma noção da validade.

Agora pode falar, curtiu o nosso conteúdo? Então, vai lá no Instagram ou Facebok da Caldo Bom e deixe seu feedback. Sua opinião é muito importante! Compartilhe também este post com aqueles seus amigos interessados no assunto. Certeza que lhes será útil.