Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Nova Linha Vegan Semeando sabor e colhendo o bem.
Bom é comer bem Bom é comer bem

Conheça 4 tipos de segmentação de mercado e descubra como usá-las

Mercado

Conheça 4 tipos de segmentação de mercado e descubra como usá-las

Ao tentar alcançar clientes com uma mensagem de marketing ou campanha publicitária, segmentar o mercado certo com o conteúdo certo é um diferencial. Se almejar muito, sua comunicação vai atingir algumas pessoas que se tornarão seus clientes, mas também alcançará muita gente que não está interessada em seus produtos ou serviços.

Quando a sua mensagem não está otimizada para o seu público, você acaba perdendo muito dinheiro com publicidade e merchandising.

A segmentação de clientes pode ajudar a atingir apenas as pessoas com maior probabilidade de se tornarem satisfeitas com a sua marca ou consumidores entusiasmados com o seu produto. 

Para segmentar um mercado, você o divide em grupos com características semelhantes pode se basear em uma ou mais qualidades. Dessa forma vai permitir um marketing direcionado com mais precisão e conteúdo personalizado.

Entendido isso, vamos mergulhar nos 4 tipos de estratégias de segmentação que você e sua equipe podem utilizar para obter insights sobre seu target.

Definição de segmentação de mercado

A segmentação de mercado é um modelo de marketing que envolve a divisão de um mercado-alvo em segmentos menores e mais definidos, permitindo que uma marca conduza uma pesquisa aprofundada sobre seus consumidores. Ao participar desse processo, os pesquisadores poderão obter percepções da experiência do consumidor, abordagens de inovação no desenvolvimento de produtos, sugestões para aumento da fidelidade do cliente e muito mais.

A importância do processo de segmentação de mercado

Sabemos que a segmentação de mercado nos permite adquirir um profundo entendimento da nossa base de clientes, mas o que podemos fazer com esses insights? A técnica oferece uma ampla gama de instrumentos acionáveis com resultados de negócios planejados. Esses resultados incluem:

Desbloqueio de novas vantagens competitivas

Segmentar os públicos nos possibilita o desbloqueio de vantagens competitivas, introduzindo novos mercados com potencial. Usando os insights obtidos com o método, podemos identificar ambientes inexplorados e em crescimento, mas com baixa concorrência. Mercados de alto crescimento e baixa competição permitem que a empresa expanda sua base de clientes e, eventualmente, conduza a descoberta de produtos ou serviços.

Melhora o processo de desenvolvimento de produtos

Por meio da utilização da segmentação de clientes, os gestores podem potencializar o processo de desenvolvimento de produtos da marca. Descobrir novos segmentos e dominar suas necessidades permite que a empresa crie itens que satisfaçam as dores desse grupo específico. Além disso, produtos ou serviços especializados terão pouca concorrência e, se forem nichos mais específicos ainda, podem não ter concorrência alguma.

Otimiza a performance da campanha

Os insights conquistados com os esforços de segmentação de mercado podem ajudar o Marketing a criar mensagens personalizadas que fortalecem as comunicações de campanha. Mais importante, eles permitem que a equipe tome decisões mais calculadas, reduzindo os gastos com mídias, direcionando os recursos para os canais certos e melhorando a relação custo-benefício.

Independente do tamanho da sua marca, se até aqui você não está segmentando, aconselhamos não perder mais tempo. Ao conhecer os diferentes métodos, aliás, você poderá pensar em várias ações estratégicas. E é isso que vamos aprender agora.

+ Você pode gostar: Os principais relatório gerenciais para mercados

4 tipos de segmentação de mercado

Os 4 modelos de segmentação de clientes incluem:

  • Segmentação comportamental
  • Segmentação psicográfica
  • Segmentação demográfica
  • Segmentação geográfica

1 - Segmentação comportamental: as escolhas do cliente

Imagem gráfica representando segmentação comportamental

A segmentação comportamental aprofunda os hábitos de compra dos clientes mais do que a demográfica. Traz também um dos tipos de perfil de cliente mais popular a ser integrado em campanhas de marketing. 

O modelo compreende padrões de comportamento como lealdade do cliente ou nível de engajamento, específicos para interações do consumidor com a empresa.

Exemplos de segmentação comportamental

  • Benefícios procurados
  • Facilidade para comprar ou influenciar
  • Segmentação baseada em taxas de uso
  • Características comuns

Assim, você pode usá-la para obter insights sobre a experiência do cliente, permitindo melhorar a percepção dele sobre a marca ou produto. Algumas questões a serem consideradas:

  • Quão engajados estão os consumidores ao longo da jornada do cliente?
  • Quais tendências específicas em termo de tempo ou ocasião seus clientes tendem a se encaixar?
  • Quanto tempo seu público-alvo está gastando durante a compra?
  • Como sua empresa define um “bom cliente”?

A segmentação comportamental também é usada para os profissionais de marketing determinarem clientes potenciais com maior probabilidade de adquirir seu produto. Aqui os dados são coletados principalmente com base na “pegada” digital do consumidor.

2 - Segmentação psicográfica: estilo de vida do cliente

Imagem gráfica representando segmentação psicográfica

A psicografia é um tipo de segmentação de clientes que se concentra em características internas ou qualitativas. Atributos psicográficos são aqueles que não são claros apenas olhando para o cliente. Em vez disso, ela requer uma análise ainda mais profunda.

Exemplos de segmentação psicográfica

  • Hábitos
  • Hobbies, atividades ou interesses
  • Valores ou opiniões
  • Personalidade ou atitude
  • Estilo de vida
  • Status social

Ao definir a persona dessa forma, você estará mais equipado para adaptar suas estratégias de marketing e agradar ao gosto do cliente.

Definição de traços de personalidade numa campanha por meio da segmentação psicográfica

Você pode usar a segmentação psicográfica para desenvolver uma “campanha personalizada”. Em outras palavras, os traços de personalidade que deve haver durante a execução do projeto.

Por exemplo, digamos que você descubra que sua base de clientes compra um novo tipo de tênis de corrida a cada ano. Sua equipe de pesquisa de mercado também sabe que as pessoas interessadas nesse item valorizam alta energia e independência.

Em um próximo passo, você poderá usar essa descoberta como um recurso no estilo de sua marca, ajudando a vender outros produtos relacionados à boa forma com as mesmas características. 

Como? Bem, seus anúncios podem ser rápidos e enfatizar a força do indivíduo.

+ Você pode gostar: Mudanças na gôndola: novos critérios de decisão de compra exigem um sortimento inteligente do varejista

3 - Segmentação demográfica: um perfil do cliente

Imagem gráfica representando segmentação demográfica

Os dados demográficos são a divisão de suas personas em características mais superficiais, como idade ou sexo. A técnica oferece informações básicas sobre seus clientes e costuma ser considerada um dos tipos de segmentação mais amplos. 

Exemplos de segmentação demográfica incluem idade, renda, tamanho da família e educação.

Mergulhe nesse segmento para reduzir o tempo e os recursos na busca por entender seu público. Ou avance sobre consumidores em potencial que você ainda não alcançou.

Geralmente, a coleta de dados demográficos é menos invasiva e pode ser feita através de órgãos censitários como o IBGE.

4 - Segmentação geográfica: a casa de um cliente

Imagem gráfica representando segmentação geográfica

Geográficos são os estudos de seu cliente com base em sua localização física, o que pode afetar mais as interações físicas no mercado. Os consumidores agrupados em áreas semelhantes podem compartilhar preferências parecidas. É por isso que esse tipo de segmentação é excelente para combinar com tipos mais abstratos, como comportamentais.

Exemplos de segmentação geográfica

  • Cidade
  • Estado
  • País
  • Densidade populacional
  • Status econômico
  • Área
  • Clima regional

No entanto, a segmentação geográfica também pode incluir regiões que não são definidas tecnicamente, como bairros. 

Por exemplo, considere uma pequena empresa que está anunciando um serviço de segurança que utiliza um modelo de cadastro. Ela provavelmente terá mais sucesso em visar uma área suburbana onde os residentes procuram uma garantia extra de fuga da violência. 

A empresa possivelmente teria menos sucesso em uma área central, onde as pessoas moram em prédios com segurança interna e o policiamento é constante.

Estudar a geografia do consumidor ajuda ainda a direcionar os resultados da pesquisa na região do seu cliente potencial. 

Erros comuns de segmentação a evitar

Depois de criar os segmentos, atente-se para os erros comuns cometidos por profissionais de marketing e pesquisadores.

Tornar seus segmentos muito pequenos 

Os segmentos que são muito pequenos serão mais difíceis de organizar, ou são imprecisos, e podem desviar a atenção de seu objetivo. Assim como o tamanho da amostra, um grupo super-segmentado pode produzir dados que não são estatisticamente ou direcionalmente significativos.

Não permitindo que seus segmentos mudem

Mantenha o foco no ROI. Se a sua estratégia não está funcionando de forma eficiente para a sua operação, pode ser a hora de mudar as coisas.

Ignorando novas personas potenciais

Os perfis dos clientes mudam. Tente não se apegar muito aos seus segmentos, porque eles vão evoluir com o mercado.

+ Você pode gostar: Marketing para supermercados: 5 ideias para colocar em prática

Resumindo a segmentação de mercado 

Quer seja conduzindo uma entrevista ou escrevendo uma pesquisa, a próxima fase de seu levantamento de informações às vezes pode ser confusa.

Ao coletar grandes quantidades de dados de segmentação de mercado, tenha em mente a estratégia mais extraordinária. E, em vez de depender apenas de uma ou duas, para caracterizar seus clientes, combine os esforços de várias estratégias. Além disso, os questionamentos certos no canal certo permitirá uma perspectiva completa dos seus públicos-alvo.

E já que o assunto agora é estratégias corretas no momento de segmentar o mercado, por que não conferir um conteúdo completo, com insights, ideias de pesquisas, dicas e cenários reais do varejo e da indústria, que são cases de sucesso na segmentação?